Ir para conteúdo
Florence
Acompanhantes SP
Amanda Portalupp
Acompanhantes SP
Malena Brandão
Acompanhantes SP
Pietra Ferraz
Acompanhantes SP
Bia Ravelly
Acompanhantes SP
Giselle Swift

GPs que fazem pg para viajar pelo mundo. Viajar é tão importante?


Posts Recomendados

Estava refletindo mais uma vez...

A solidão no sol escaldante do MT, aguçando necessidades básicas como a sede e a fome, me fazem refletir bastante. Ao longo deste mês, rememorei toda minha vida. Momentos bons, momentos ruins, sucessos, frustrações, sonhos mortos, sonhos que subsistem...

Aí estava pensando sobre viagens. Muitas GPs que conheci tem na bio do insta a palavra "TRAVEL".

Nos stories, elas ostentam viagens internacionais. Europa é o mais comum. Viajam para um país em específico e, estando nele, acabam indo para outros países limítrofes. A Europa tem essa vantagem. Os países são pequenos e próximos, como as Unidades Federativas do BR.  Algumas vão para os EUA, geralmente Califórnia ou NY. E tem aquelas que se prostituem exclusivamente para viajar (não confundir com as que viajam para prostituir - vão para Irlanda e Londres). Conhecem vários países, praticamente o mundo, ao longo de anos de prostituição. Por outro lado, a mesma GP sofre várias ações de cobrança. Não pagou a faculdade, não paga as contas, não tem carro, nada. A vida é viajar. 

Fico pensando: Viajar é tão importante assim? Viajar é posição social? Status? É um mal das redes sociais?

E o pior que não é de hj. Há uns 10 anos que está assim. As civis se relacionam em troca de viagens. Relacionamentos fakes, com caras bem mais velhos e que não atraem elas em nada. Não deixa de ser uma prostituição. Prostituição indireta. E as GPs, que gastam o dinheiro com viagens.

Pelo que observo, a maioria das GPs são de famílias desestruturadas, de classe média baixa. Algumas de classe média. E elas se prostituem para ter uma vida de classe média alta. Ascendem 2 classes sociais no período de atividade. Consequentemente, viajam. Parece que viajar é uma imposição da classe média alta.

Só que a classe média alta não ostenta viagens em stories como a classe média baixa e classe média que por algum meio (prostituição, crime ou juntando dinheiro enquanto leva uma vida de cão) conseguem viajar. É como se a classe média alta já estivesse familiarizada com viagens, enquanto os emergentes necessitam ostentar aquilo para se destacarem.

 

@Luis Otavio(vc faz parte de uma classe social mais favorecida, talvez consiga explicar a razão disso), @Barack Hussein Obama II(seus amigos viajam bastante), @SARGENTO MARMITAO, @Mídia certa, @PegadorBH, @Todeboa, @Geralt de Rivia, @gerente, @O cafetão, @Café Expresso, @minitoguro, @RAtim, @Corleone, @franc89, alguém sabe explicar pq viagem se tornou "obrigatório" socialmente? Parece que tem 2 tipos de pessoas: as que realizam viagens internacionais e as que não realizam.

 

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pra entender isso só viajando mesmo. 

Até uns 4 anos atrás eu não me empolgava muito com viagens também. Até que fiz algumas viagens bem legais que me marcaram. Na verdade o motivo de gostar de viajar varia de pessoa pra pessoa, eu particularmente gosto de lugares históricos que normalmente só vemos nos livros e lugares com natureza exuberante. Conhecer estes lugares meio que abre nossa mente, ver pessoas de lugares distantes nos ensina como somos parecidos e ao mesmo tempo tão diferentes. 

Claro que com as redes sociais muita gente vê certas viagens como puro status, como motivo apenas para boas fotos... Mas eu não vejo assim, encaro viagens como aquisição de conhecimento e experiência de vida, vejo como investimento em si próprio. Isso as vezes pode ser meio difícil de entender pra quem vive em lugares pequenos com uma rotina de vida confortável, mas acho extremamente recomendável experimentar algo diferenre longe da nossa realidade, conhecer a história dos nossos antepassados e ver como nosso mundo é grande com diferentes paisagens e culturas. Enfim, só viajando pra entender.

  • Like 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
10 horas atrás, Luis Otavio disse:

Pra entender isso só viajando mesmo. 

Até uns 4 anos atrás eu não me empolgava muito com viagens também. Até que fiz algumas viagens bem legais que me marcaram. Na verdade o motivo de gostar de viajar varia de pessoa pra pessoa, eu particularmente gosto de lugares históricos que normalmente só vemos nos livros e lugares com natureza exuberante. Conhecer estes lugares meio que abre nossa mente, ver pessoas de lugares distantes nos ensina como somos parecidos e ao mesmo tempo tão diferentes. 

Claro que com as redes sociais muita gente vê certas viagens como puro status, como motivo apenas para boas fotos... Mas eu não vejo assim, encaro viagens como aquisição de conhecimento e experiência de vida, vejo como investimento em si próprio. Isso as vezes pode ser meio difícil de entender pra quem vive em lugares pequenos com uma rotina de vida confortável, mas acho extremamente recomendável experimentar algo diferenre longe da nossa realidade, conhecer a história dos nossos antepassados e ver como nosso mundo é grande com diferentes paisagens e culturas. Enfim, só viajando pra entender.

Vai ver é por isso que não entendo. Pobre não viaja muito, não conhece o mundo.

Tem homens com grana que levam mulheres pra viajar. Nunca entendi isso tbm. Perguntei alguns pq gastam tanto com viagens de 20-30-50 mil levando mulheres pra Europa, Ásia, etc. Com essa grana poderiam comer várias GPs.

Eles respondem que em viagens as mulheres ficam fogosas, que se topam tudo. A explicação deles é que elas ficam eufóricas com lugares bonito, com luxo do hotel e com o distanciamento de pessoas conhecidas. Será? Se um dia eu for rico, descubro.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 3 weeks later...

Cada um faz o que pode e quer. Gosto de viagens nacionais e internacionais. Depende do momento. Por outro lado, cada vez mais o turismo deve ser o investimento do futuro e isso traz benefícios e malefícios. 

Por um lado, quanto mais procura, maior o custo. Por outro lado, terão pessoas oportunistas que vão se aproveitar de situações para obter estes e outros prazeres.

Ou não... e que cada um faça o que quiser fazer pois cada um sabe de si...

Editado por Corleone
  • Like 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
15 horas atrás, Corleone disse:

Cada um faz o que pode e quer. Gosto de viagens nacionais e internacionais. Depende do momento. Por outro lado, cada vez mais o turismo deve ser o investimento do futuro e isso traz benefícios e malefícios. 

Por um lado, quanto mais procura, maior o custo. Por outro lado, terão pessoas oportunistas que vão se aproveitar de situações para obter estes e outros prazeres.

Ou não... e que cada um faça o que quiser fazer pois cada um sabe de si...

Só que GPs priorizam viagens sobre tudo, inclusive sobre o futuro.

Tem GP que não tem imóvel próprio, não tem carro, não tem aplicação financeira. Termina a vida na dureza.

Só que viajaram o mundo todo.

Como vc diz: cada um sabe de si.

Só acho que elas, assim como todos, deveriam pensar no futuro tbm

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

×
×
  • Criar Novo...